Citação Lua Nova

Citação Lua Nova
Essas alegrias violentas tem fins violentos Falecendo no triunfo, como fogo e polvora Que num beijo se consomem. Romeu e Julieta..

quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Crepúsculo já conseguiu 237 milhões de dólares mundialmente


O romance já fez mais de 237 milhões de dólares mundialmente, desde a sua estreia em Novembro.

O filme de baixo orçamento, que foi financiado pela Summit Entertainmente, foi feito por apenas 37 milhões de dólares. Para a sua continuação, Lua Nova (2009), pressupoe-se que se gastem cerca de 50 milhões e começarão a filmar em Março do próximo ano. Eclipse (2010) será filmado juntamente com Lua Nova, e ambos cheegarão aos cinemas nos proximos anos.

Crepúsculo, originalmente um fenômeno de culto adolescente, tem agora uma grande popularidade, e fez com que de um dia para o outro os atores Robert Pattinson e Kristen Stewart se convertem-se em estrelas.

A loucura de Crepúsculo continua a crescer, e Pattinson em particular, tornou-se num sujeito de fascinação publica. Rob chega a todas as noticias internacionais, e quando cortou o cabelo, deu inicio a muitos debates onlines.

Felizmente, o rapaz inlgês, não deixa que tudo isto lhe suba à cabeça. "É tudo muito sub", disse Robert, "Não saio muito de casa, por isso não noto muito. Os paparazzi são raros. É tudo muito novo para mim, não sinto que abusem ainda".

O maior beneficio para esta nova estrela, são as oportunidade de trabalho.

Lua Nova chega aos cinemas em Novembro de 2009.

The Improper.com

''Ashley acertou um cameraman com o taco de baseball.''

MTV entrevista os "Cullens"

Q: Então, pessoal, conte-nos sobre as transformações físicas pelas quais vocês passaram no filme.

Peter Facinelli: Nós fizemos, tipo, uma semana testando todos os diferentes tipos de maquiagem. A equipe de maquiagem era fenomenal, e os atores eram muito pacientes. Nós nos saímos bem. Mas eles tinham um tipo de aparelho do Japão – era um ionizador, e era estranho porque, conforme eles colocavam a maquiagem em você, se eles te tocavam, você levava choque. Era uma dessas coisas com a qual você tem que ter muito cuidado mas, então, era bem cedo de manhã, então se você levava um choque, te acordava um pouco. A maquiagem era parte da transformação. Para mim, era “loiro engarrafado”. Isso levou um bom dia no salão.

Nikki Reed: Você tem sorte.

Facinelli: É, alguns de nós teve que voltar ao salão mais que outros. Com os retoques, com as raízes, era uma grande manutenção, mas era uma transformação divertida. Era divertido ver que eu ficava tão diferente com a lente de contato, com a pele clara. Eu me lembro de tomar um banho no fim da noite e alguém me viu, e não sabia que eu tinha interpretado Dr. Cullen o dia todo, e ficava tipo, “Aquele era você? Então isso era engraçado.

Q: Algum mico que vocês podem nos contar?

Reed: Ashley acertou um cameraman com o taco de baseball.

Ashley Greene: [Ri.] Eu acertei.

Reed: Eu tive que voar sobre os cabos enquanto eu estava correndo, e foi só quando eu estava no ar que eu percebi que os meus braços e pernas não são coordenados. Tipo, eu não sei que braço vai com que perna quando eu estou no ar.

Q: Alguma guerra de comida na cafeteria?

Reed: Isso não era permitido. A equipe de cabelo e maquiagem teria nos matado!

Jackson Rathbone: Mas nós tivemos a “Dança da Nuvem”. Nós estávamos brigando contra o clima, e nós não podemos nos expor à luz direta do sol por causa de certas tendências de vampiros.

Greene: Tivemos que nos preparar [para filmar] quatro dias de uma vez quando tínhamos clima seguro.

Reed: Tinha muita coisa solta, muitas lentes de contato ficando presas no globo ocular. Tínhamos que puxar as lentes de nossos olhos. Eu estava no salão de cabeleireiro [eternamente]. Eu não sei se algum de vocês viu uma foto minha como Rosalie, mas, é, demorou 36 horas para que eu ficasse meio-loira, e era só a metade do meu cabelo!

Q: Vocês poderiam nos contar algum momento embaraçoso?

Facinelli: Você terá de perguntar ao Rob [Pattinson] sobre momentos embaraçosos. Suas coisas no baseball eram embaraçosas. [Risadas.] Ele nunca havia jogado baseball, então era bem estranho para ele se abaixar. Era basicamente engraçado mas doloroso vê-lo passar por aquilo. Mas ele finalmente conseguiu, e ele parecia ótimo nisso. Para créditos dele, ele teve uma semana para aprender o jogo.

Q: As lentes de contato eram dolorosas?

Facinelli: [Kellan Lutz] tem olhos bem pequenos, e eles lhe deram lentes que eram, tipo, [minúsculas].

Kellan Lutz: E eu nunca usei lentes ou óculos, mas minha família inteira já, e eles me disseram, "Oh, vai ser fácil." Mas foi realmente difícil. Eu não conseguia colocá-las sozinho.

Facinelli: Nós tínhamos duas pessoas amarrando ele numa cadeira.

Lutz: Eles estavam segurando meus olhos abertos, dizendo, "Pense em coisas felizes!" Eu não sei o que eles dizeram, mas conseguiram colocá-las.

Q: Quando alguém dizia a palavra "vampiro" para você antes de Twilight", que filmes ou programas de TV lhes vinham à mente?

Rathbone: "Os Rapazes da Noite".

Facinelli: "Anjos da Noite"

Greene: "Entrevista com o Vampiro"

Facinelli: Eu digo "Anjos da Noite", porque essa era minha idéia de filme antes de "Twilight". Era tudo dentes caninos, e sangue, e tripas. Quando eu li "Twilight", era tudo mais um regresso para [os filmes de] Bela Lugosi - lindas imagens e sensualidade e mistificação - que foi o que eu gostei.

Q: Elizabeth, foi difícil entrar na idéia de ser mãe deles quando você tem apenas 33 anos?

Elizabeth Reaser: Eu acho que a história antiga com Esme é bem específica no livro - embora eu não tenha lido o quarto livro ainda - com sua vida trágica e Carlisle salvando-a. Ela é realmente uma personagem amável e afetuosa, o que é fácil de trazer à vida com todos esses pequenos e fofos pedacinhos [interpretando meus filhos]. Eu tenho três sobrinhos, e eu apenas pensei muito neles. Era meio engraçado ter Nikki me chamando de "mamãe".

Q: Os Cullens estão contratados para todos os quatro filmes?

Reed: Três. Nós estamos contratados para três. O quarto livro não havia sido lançado [quando assinamos os contratos], então são três.

Q: O que vocês podem nos dizer sobre seus próximos filmes?

Greene: Eu estou indo e voltando de Louisiana, trabalhando nesse filme chamado "Skateland". É um divertido filme dos anos 80, então eu tenho todo o cabelo e maquiagem pra isso. É um filme tipo de época.

Rathbone: Eu acabei de voltar de Londres filmando o filme "Dread", um thriller psicológico. Shaun Evans é outro membro do elenco, de "Boy A" e "Being Julia". Foi na verdade a primeira vez do diretor e roteirista, e foi incrível. Eu fui pego pelo campo inglês. Eu não pude ir muito para Londres, mas eu peguei alguns trejeitos aqui e ali.

Facinelli: Eu estou fazendo uma nova série chamada "Nurse Jackie" com Edie Falco. Eu interpreto Dr. Cooper, outro médico. Eu me formei em papéis de tiras, agora eu só interpreto médicos. É um tipo diferente de médico que o Dr. Cullen. [A série] é excitante, e é uma comédia dramática, e é diferente da calma presença do Dr. Carlisle, muito cheio de conhecimento e o patriarca de uma família, mas Dr. Cooper é apenas uma ruína nervosa. Ele é um cara que exala confiança por fora, mas por dentro, ele não tem idéia do que tá fazendo.

Q: Por que achamos vampiros tão intrigantes?

Rathbone: Tem um perigo nisso. Se você pode viver pra sempre, talvez você não aprecie a vida que tem. O que a família Cullen vem a realizar é que com sua imortalidade, eles perderam sua humanidade, a habilidade de preencher suas vidas.

Facinelli: As pessoas são atraidas para a imortalidade, sensualidade, a sexualidade escondida disso tudo. Isso torna intrigante - para mim e, espero, para você.

A série Twilight um dia irá atingir as Histórias em Quadrinhos?

Naturalmente, alguém assumiria que os publicadores de histórias em quadrinhos estariam entrando em fila pela chance de dar a ‘Twilight’ um tratamento de quatro-cores, mas para a nossa surpresa, quando perguntamos a eles se tentaram obter os direitos da série ‘Twilight’ para romances gráficos e desenhos, quase todos eles que a MTV News contatou disseram a mesma coisa: Sem comentários. Exatamente o porquê de eles preferirem ficar em silêncio varia a cada publicador, mas se você está procurando uma situação similar em termos de livros populares que nunca chegaram aos desenhos, olhe para ‘Harry Potter’.

“O que eu ouvi – como [a autora de Harry Potter] J.K. Rowling supostamente fez – Stephenie Meyer tinha isso em seu contrato que não haveria quadrinhos, que essa licença não estaria disponível,” especulou o gerente Sênior da Dark Horse Comics, Scott Allie, que trabalha com escritores como Gerard Way, do My Chemical Romance e o criador de “Buffy”, Joss Whedon.

“Ouvi coisas parecidas, onde basicamente um autor ou criador não queria ter desenhos porque isso ia estender a história em um jeito que fica fora do controle deles,” Allie continuou. “O filme adaptará a série de um jeito bem fiel. Se você fizer desenhos, isso muda a história para alguma direção?

Nós provavelmente não deveríamos prender nossas respirações para uma série ‘Twilight’ em desenhos, mas há ainda alguma esperança. Uma companhia que falou em condição de anonimidade mencionou que poderá haver adaptações no futuro e que os publicadores estão preparando um orçamento para a possível guerra para conseguir os direitos autorais para a produção da série. Outra empresa anônima disse que um contrato de quadrinhos já estava sendo trabalhado com um publicador de porte maior.

Uma coisa é certeza: Os publicadores deveriam convencer Meyer a permitir a adaptação de ‘Twilight’ e conseguir que o romance gráfico ou desenhos chegassem às lojas, iria beneficiar a indústria de quadrinhos – financeiramente e por expor novos leitores a outras histórias que eles podem gostar.

“Eu amaria que tivesse quadrinhos de ‘Twilight’,” Allie disse, “só porque uma das coisas que eu mais gostei foi trabalhar em ‘Buffy’ e ‘Umbrella Academy’ foi o que trouxe vários novos leitores para as lojas de quadrinhos – pessoas que normalmente não leriam quadrinhos – e ‘Twilight’ tem animado tantas pessoas jovens para ler, como ‘Harry Potter fez. É uma pena que eles não tiveram quadrinhos, só porque seria uma forma boa para a arte.”

Mas no fim do dia, independente do que a indústria de quadrinhos disse (ou não disse), é a decisão dos fãs. Dado que Twilighters têm o romance, música e o filme que foi aprovado pelos fãs (para se olhar mais para o futuro), os quadrinhos são necessários? Ou seria mais um frenesi entre os quadrinhos e romances gráficos baseados em ‘Twilight’ que faria tudo valer à pena?


Twilight team

domingo, 28 de dezembro de 2008

Jackson Rathbone no filme do desenho Avatar


o filme deve estrear entre o final de 2010 e início de 2011, contrariando a data de estréia já anunciada, 2 de julho de 2010. produção será rodada na Groenlândia, Filipinas e provavelmente em algum país do oriente.

O elenco principal de Avatar: The Last Airbender já está definido. De acordo com o site /Film, o papel principal é de Noah Ringer, escolhido através do processo de seleção ocorrido no Texas.
Ele interpretará Aang, o Avatar, que tem o poder de controlar os quatro elementos: terra, água, fogo e ar. Jackson Rathbone, do inédito Crepúsculo, será Sokka, amigo de Aang e guerreiro da Tribo da Água do Sul. A irmã de Sokka, Katara, será vivida por Nicola Peltz (Um Natal Brilhante). Ela é a última guerreira restante da Tribo da Água.

quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

Perfume Twilight :Experimente o fruto proibido e cheiros irresistíveis


A loja Torrid tem um novo produto: O novo Perfume inspirado no filme Crepúsculo. A descrição do produto é esta:

"Experimente o fruto proibido e cheiros irresistíveis. Este perfume de colecção vem num frasco de vidro em forma de maçã e cheira a lavanda e freesia, exactamente como Bella."

O preço é de 48 dólares e vem embalado numa caixa quadrada com a imagem oficial do filme.

domingo, 21 de dezembro de 2008

sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

Ben Barnes velho demais para Lua Nova?


Obs: Português de Portugal

A TeenHollywood tem uma pequena entrevista com Ben Barnes, que interpretou Caspian na sequela de Nárnia:

E primeiro lugar, Rob Pattinson está a passar pelo frenesi das fãs como te aconteceu com Caspian. Tens algum conselho para ele?

Na verdade, conheço um pouco Rob. Ele é de perto de onde eu vivia. Costumava cantar com a sua irmã na escola,estranhamente. É só uma coisa de confiança. O mais díficil é a primeira vez que se começam a fazer coisas como este (entrevistas). Não me surpreende que tenha achado uma lucura no Comic Con.

É só ter confiança nas perguntas. Se não souberes a resposta, tens o direito de dizer 'não sei'. Não se tem que ser interessante e engraçado todo o tempo. Mas estou certo que ele tem uma maneira melhor de lidar com as coisas.

Eu realmente queria participar no filme de Crepúsculo, mas disseram-me que sou demasiado velho. Não há forma de fazer como que pareça com 17 anos. Digam-lhe 'Olá e boa sorte' da minha parte.

Taylor luta para ficar em Lua Nova



Obs:Português de Portugal

A Extra tem um video onde Taylor fala sobre Lua Nova e pede a Ashley que também fale sobre esse assunto.

Taylor: "Foi dificil ao íncio porque dava-me muito bem com Catherine, mas o novo realizador é muito bom e os fãs ficarão satisfeitos. Vou estar com ele daqui a dois dias, estou muito animado.

Ashley tens de me responder se não ficarei zangado. És Team Jacob ou Team Edward?"

Ashley: "Ainda que não queira atraiçoar o meu irmão deverei dizer Team Jacob, quero que o Taylor continue."


Entrevista da MTV

“Eu tenho malhado. Eu tenho malhado desde o dia em que terminamos de filmar “Crepúsculo”. Eu acabei de me pesar hoje; ganhei 4 quilos,” o notável mais largo Lautner nos disse, prometendo que ele estará grande o suficiente para se encaixar na descrição física que Stephenie Meyer faz a Jacob Black em “Lua Nova” quando as câmeras começarem a rodar em 12 semanas. “Estou garantindo a Weitz mais 4,5 quilos para filmar. Eu o conhecerei sexta-feira, em dois dias, então eu estou empolgado. Vou almoçar com ele.” (…) “Na verdade, eu não sei muito para comentar. Até onde eu sei, não foi me dito ‘não’ ainda, então ainda está tudo no ar.”

Michael Copon: Jabob Black é perfeito para mim


A Hollywire surpreendeu Michael Copon e perguntou-lhe sobre os rumores de ser o próximo Jacob Black:

"Sim, há vários rumores sobre isso, pode ser que as coisas fiquem a meu favor e fique com o papel de Jacob Black. Estou muito animado, acho que o papel é perfeito para mim."

Um fato curioso é que o ator tem o mesmo agente que Taylor: "O meu agente representa Taylor que é o jovem Jacob Black, por isso... inicialmente o meu agente disse-me "Oh tu e o Taylor poderiam ser irmãos, assim poderias fazer a versão maior dele, pareces o Taylor, eu acho."

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Pattison atraído por mulheres mais velhas


Obs:Está no português de Portugal

Ele é um sugador de garotas inteligentes


Esses olhos sonhadores, esse sorriso de diabo-pode-gostar, e esse cabelo de rockeiro rebelde. Não há dúvidas de que as mulheres - desde as garotas adolescentes até as suas mães - por todo o mundo estão literalmente a atirar-se sobre Robert Pattinson. O ator de 22 anos tornou-se o mais novo "O" Rapaz de Hollywood, graças a seu papel como Edward Cullen, o misterioso e sexy vampiro no romance de fantasia Crepúsculo.

Ainda assim, durante a entrevista de conferência com o The New Paper no Beverly Wilshire Hotel em Beverly Hills no último mês, o londrino de 1.85m parecia tão manso como um rato.
E ele parece perturbado por ser o ídolo de milhares de fãs adolescentes. Certamente, entre sua multidão de admiradores femininas, há-de haver alguém que se encaixe no seu tipo? "Elas são todas muito jovens," Pattinson, que está solteiro, disse de forma timidamente.

"Eu não tenho realmente um 'tipo', mas gosto de pessoas inteligentes. Sabes, eu realmente gosto da (actriz comediante) Tina Fey. Ela é, tipo, a mulher mais sexy."
Ele também admitiu ter quedas pelas actrizes Patricia Arquette e Elisabeth Shue em certa altura. Parece que ele tem sim um 'tipo' - mulheres mais velhas.

O actor de cabelo castanho com penetrantes olhos azuis acrescentou: "Eu nunca realmente me considerei atraente, a sério. Era sempre meio que desajeitado na escola."


Ele pareceu estar um tanto quanto perplexo com rótulo de arrasa-corações e confessou não ver os seus próprios filmes. Pattinson disse: "Eu não gosto de ver as minhas coisas. Deixa-me doente. Tu imaginas-te de uma certa forma na tua cabeça, e quando pareces um pouco diferente de como te imaginavas, ficas, 'Droga!'."

"Eu sou muito crítico comigo mesmo."

Com tanta auto-consciência, é difícil imaginar como Pattinson pode lidar com o estrelato repentino. Especialmente desde que o papel de Edward em Crepúsculo é um enorme peso para carregar, dada a quantidade e especulação e ansiedade que o precede.

Verdade, na nossa entrevista, o emaranhado de cabelos que é a assinatura de Pattinson fazia parecer que ele havia os estilizado atrás do penteado triangular do personagem Bob de Os Simpsons.

E não, ele não pensa em cortá-lo tão cedo.


Se estás a pensar que as mães não podem possivelmente aprovar suas jovens filhas mergulhem num romance que sustenta tanto desejo - especialmente por alguém que é mais de um século velho - pensa de novo.


Primeiro, a escritora do livro é uma mãe.

Segundo, há um site inteiramente dedicado a mães que adoram Crepúsculo.

A escritora do guião do filme Melissa Rosenberg disse: "Crepúsculo é um romance entre uma rapariga e o último rapaz indisponível - um vampiro.
''

"Qualquer rapaiga que já teve 17 anos sabe o que é ver aquele rapaz incrivelmente misterioso e indisponível do outro lado da sala e apenas sentir aquele desejo."


E se esse rapaz é Pattinson, quem não sentiria? Ou melhor, quem não sentiu?
O actor foi reportadamente cercado, perseguido e pedido em casamento por adolescentes e as suas mãe (sem brincadeira) antes mesmo do filme estreiar.

O esforçado actor passou dois meses antes das filmagens sozinho na fria Oregon, compleamente num isolamento auto-imposto para descobrir como era sentir a mesma solidão que a sua personagem sentiu. (vampiros sendo excluidos, são o que eles são).


Pattinson disse: "Mesmo quando o elenco chegou, eu não falava com ninguém sobre nada pessoal durante, tipo, o primeiro mês de filmagem, apenas sobre o filme e o personagem. "Eles pensaram que eu era estranho. Mas de alguma maneira funcionou."

Ele continuou impassionalmente, levantando sua voz pela primeira vez durante a entrevista: "Mesmo se for apenas um filme adolescente, deveria ser feito no mesmo nível de um que é digno de um prémio.
"Eu odeio a idéia de fazer parte de um filme que está apenas a lucrar com o livro."

Apaixonado, confirmado. Talentoso, confirmado. Ele toca piano e guitarra, compõe música e tem sua própria banda de rock - confirmado, confirmado e confirmado.

Totalmente material de namorado se és uma mulher mais velha.


The Electric New Paper

Copon e Barnes em busca de papeis na Saga



Michael Copon e Ben Baners


A MTV News tem novas notícias sobre o casting de Lua Nova, numa reportagem que menciona os nomes de Michael Copon e Ben Baners para conseguirem papeis na esperada sequela.

A Summit confirmou que o comunicado de imprensa de Lua Nova, onde não aparece Taylor Lautner, foi um erro tipográfico.

Copon espera substituir Taylor Lautner como Jacob Black, enquanto Barnes compete para interpretar o vampiro Aro.

Neste artigo a MTV News confirma que o actor Michael Copon (Rei Escorpião 2) é um dos actores que Weitz está a considerar para interpretar o novo e maior Jacob Black. Um representante de Copon disse que estão a fazer um grande esforço para que entre. E um dos maiores golpes é a publicidade gratuita, o actor colocou no seu Facebook a mensagem: 'Copon está na Zona Twilight', ou 'Michael Copon é Jacob Black'.

O representante de Copon confirmou à MTV News que a página do Facebook é dirigida pelo próprio actor e que essas palavras foram realmente suas.

Aproveitamos para comentar a omissão de Lautner no comunicado de imprensa de Lua Nova. A Summit confirmou que este foi um erro tipográfico. "A decisão do casting quanto à personagem de Jacob Black ainda não foi feita", disse um representante de notícias.

Mas uma vez que Copon (ou qualquer outra pessoa) se anunciou como o novo Jacob, Weitz ainda tem muitas outras decisões para fazer sobre o casting num curto espaço de tempo.

Com o barulho de alguns papeis importantes (como os Volturi), a MTV News confirmou que o actor de 27 anos, Ben Barnes das 'Crónicas de Nárnia: o Príncipe Caspian', está à procura de um papel. O actor já é muito popular com a base de fãs e compartilha o mesmo manager que Copon e a estrela de Crepúsculo, Cam Giganet. Barnes acredita na sua campanha para o papel de Aro.


Os Twilighters de vista aguçada devem ter percebido que embora os nomes de Kristen Stewart e Robert Pattinson estejam na sinopse após o nome de seus personagens, o de Taylor Lautner não está. Isso não parece ser uma notícia muito boa para o ator de 16 anos que fez o primeiro filme, principalmente depois do problema dele ser muito pequeno para continuar a interpretar Jacob, e rumores que outros actores estão sendo considerados para a substituição. O que têm vocês a dizer Twilighters? Estão animados com o que Weitz pode oferecer? Ou preocupados com o futuro de Lautner?


Twilight Portugal

Audrina Patridge. Lua Nova? ?


Audrina Patridge, da série The Hills, foi vista a ir a uma das audições para Lua Nova.

"Eu adoraria ser um dos vampiros. Eu ainda não sei qual porque há tantos no quarto livro. Teria que ler todos os livros novamente para saber qual vampiro gostaria ser, mas eu adoraria fazer parte do filme."

Só nos resta esperar pra ver os escolhidos!!!!

Lua Nova será dirigido por Chris Weitz


Stephenie postou em seu site uma nota falando sobre a saída de Catherine, e agora, a entrada de Chris:
Summit está indo em frente com um novo diretor, eles pediram para Chris Weitz (diretor de ‘American Pie’, ‘Um Grande Garoto’ e ‘A Bússola de Ouro’) se juntar a nós e eu fico feliz de anunciar que ele aceitou fazer parte do nosso mundo ‘Twilight’. Eu tive a oportunidade de conversar com Chris e posso dizer a vocês que ele está animado com a história e ansioso para manter o filme o mais fiel possível ao livro. Ele também está ciente de vocês, os fãs, e quer deixá-los extremamente felizes.

Twilight team

domingo, 14 de dezembro de 2008

A fórmula de Edward, o neovampiro sensível


Edward Cullen:Como explicar o vampiro casto e apaixonado, vivido por Robert Pattinson
Drácula:A palidez e o olhar de Bella Lugosi inspiram vampiros de todas as eras
Tadzio:Edward é muito mais sensível e andrógino que Bjern Andresen em Morte em Veneza
Troy: Ele tem metade do charme, mas o dobro da agilidade e do laquê de Zac Efron

5 filmes para quem gosta de vampiros


A data exata quando foi narrada a primeira história de vampiros não se sabe. Personagens semelhantes aos de "Crepúsculo" estão presentes na mitologia de diversos povos. No entanto, é certo que seus contos se tornaram mais populares em toda a Europa no século 17, depois de anos sendo conhecidos apenas no leste do velho continente.

Com o surgimento do cinema, as histórias sobre estes "chupadores de sangue" ganharam uma nova dimensão. O primeiro a fazer sucesso nas telonas foi "Nosferatu", um filme mudo de 1922 baseado no livro "Drácula", de Bram Stoker.
"Nosferatu" é considerado um clássico do expressionismo alemão. Há poucas cópias integrais do filme, cuja duração é de 94 minutos, dos quais apenas nove são dedicados a cenas com a presença do vampiro.

No cinema moderno, "Entrevista com o Vampiro" é um dos maiores sucessos sobre estes seres das trevas. Parte da boa recepção veio do público feminino, que delirou com Brad Pitt e Tom Cruise no elenco. O roteiro foi escrito por Anne Rice e traz a conversa de um jornalista com um homem que se diz um vampiro de 200 anos, cuja vida foi tirada por Lestat.

Dois anos antes, em 1992, os fãs de filmes vampirescos se sentiram honrados com a chegada de diretor de peso ao gênero. Coppola comandou a produção de "Drácula" baseado no livro de Bram Stoker. O personagem principal abandona a tradicional região da Transilvânia para viver um período em Londres. Na cidade o famoso conde irá se deparar com um de seus principais inimigos: Van Helsing.

Nem todas as produções cinematográficas sobre vampiros conseguiram receber elogios da crítica especializada. O maior exemplo disso é a série "Blade, o caçador de vampiros". A trilogia com Wesley Snipes, que faz um ser metade humano metade vampiro, abusa dos efeitos especiais, das cenas de luta (são 88 mortos no primeiro filme), mas, ao misturar muitos elementos modernos, não consegue um roteiro coerente com a tradição vampiresca.

Anos antes do fenômeno "Crepúsculo", vampiros teen já faziam sucesso nas telonas. O longa "Os Garotos Perdidos", de 1987, é um dos campões de exibições da sessão da tarde. O roteiro é até parecido com "Crepúsculo": vampiros que adoram velocidade (no lugar de carros, são motos) moram tranqüilamente em um cidade do interior dos EUA, quando um dos novos moradores do lugar se apaixona por uma vampira e tem que ser salvo pela própria família. No elenco o ainda jovem, Kiefer Sutherland, famoso hoje em dia na pele de Jack Bauer, na série 24horas


1-Nosferatu
2-Entrevista com o Vampiro

3-Drácula

4-Blade, o caçador de vampiros

5-Os Garotos Perdidos


Fonte:Veja

O vampiro virou emo.''Crepúsculo traz doses de paixão proibida e abstinência sexual para adolescentes''




Foi-se o tempo em que os vampiros encarnavam o Mal. As cíclicas repaginações do personagem já criaram dentuços ridículos e apaixonantes. A última das várias releituras aconteceu em 1997. O seriado
Buffy transformou uma vítima em potencial, a loiríssima atriz Sarah Michelle Gellar, em vingadora das donzelas sugadas em filmes de terror. Agora, quem vai enquadrar os vamps ao espírito dos novos tempos é Crepúsculo, versão para o cinema da saga-fenômeno Twilight, da escritora Stephenie Meyer. O filme quebrou recordes de arrecadação e bilheteria nos Estados Unidos e deve causar estrondo similar quando estrear no Brasil, no dia 19. O frenesi está atrelado ao sucesso da saga Crepúsculo, que deu sangue novo ao mercado editorial para adolescentes, vendeu 7 milhões de cópias e foi traduzido para 20 línguas.

Assim como o livro, o filme começa com a mudança de Isabella Swan (a novata Kristen Stewart) da ensolarada Phoenix para a chuvosa Fork. Retraída e ensimesmada, Bella tenta se adaptar à mudança para a cidade provinciana e para a nova escola. É quando conhece Edward Cullen (o galã emergente Robert Pattinson, que atuou em Harry Potter), um fascinante rapaz com seis palmos de topete que parece não se bronzear há séculos. A ciclotimia de Edward atormenta Bella: ora ele lhe lança olhares chamejantes, ora parece sentir repulsa. Intrigada, Bella investiga a vida do amado e o força a contar a verdade. Edward se transformou em vampiro em 1918 pelos caninos de Dr. Carlisle Cullen, uma espécie de Drácula benemérito que só mordisca moribundos para salvá-los da morte. Assim fez com sua mulher, Edward e outros quatro jovens. É a grande família Cullen, um clã de vampiros atípico: sem dentões e que não são incinerados quando expostos ao sol. Ao contrário, cintilam como diamantes. E, digamos, quase vegetarianos: renunciaram ao sangue humano para se alimentar de animais. Chupa-cabras do Bem. Por isso Edward é tão vulnerável a Bella. O apetitoso aroma de seu sangue desperta nele o desejo de abocanhá-la. Edward vive uma batalha contra a tentação – o furor hormonal próprio dos 17 anos que ele conserva, mesmo com 104 anos.

O roteiro do filme dá substância à prosa anêmica e prolixa de Stephenie Meyer. Salpica aventura e suspense, mas o que importa mesmo é o amor dos protagonistas – uma versão abstinente de Leonardo Di Caprio e Kate Winslet em Titanic. Tanto o filme quanto os livros da saga exalam sensualidade enquanto parecem dizer que a negação dos desejos é uma virtude. “Cresci num ambiente em que não era exceção ser boa moça, e meus namorados eram respeitosos”, disse Stephenie a ÉPOCA. “Isso afeta a maneira como escrevo.” Crepúsculo é uma fábula de paixão proibida, privação e provação. Responde aos anseios das garotas da geração W (também chamada de geração do milênio, dos nascidos entre 1980 e 2000): adolescentes e pré-adolescentes ultraconectadas na internet, antenadas e um tanto puritanas. É um conto de fadas sob medida para quem outro dia sonhava com o mundo de Harry Potter e suspirava pelo galã Zac Efron, de High School Musical.

Edward Cullen personifica esses desejos. É romântico, meigo, carinhoso... e recatado. Protege sem exigir nada em troca, nem as típicas apalpadelas dos rapazes. Na única cena de beijo do filme (e do livro), Edward diz: “Não posso ir longe demais com você, tenho de me controlar”. Ambos estão no quarto dela, deitados na cama. Ela adormece. Ele passa a madrugada adorando o rosto de Bella – só o rosto. Edward é um amante à moda antiga talhado para as novas gerações de adolescentes românticas. Sensível e com poderes sobrenaturais, é o perfeito vampiro emo. Alguma dúvida de que o filme vai virar uma febre?


Fonte:revista época



Quiz twilight


Veja se você entende tudo sobre "Crepúsculo" - "Twilight


http://www.abril.com.br/crepusculo-twilight/quiz/

Cinco maneiras de conhecer mais sobre lobisomens


"Crepúsculo" não é uma história apenas de vampiros, mas também de lobisomens. Jacob Black é o principal lobisomen da série e tem um papel de maior relevância no segundo livro "Lua Nova", mas desde o início desconfiamos das histórias que o descendente da tribo dos quileutes conta. Jacob tem origem indígena, só que as histórias de lobisomens são originárias da Europa. A Grécia Antiga já registrava casos de homens metade lobos em sua mitologia. No Brasil, as histórias chegaram por meio dos portugueses e se espalharam pelo interior do país. A maldição do lobisomem é conhecida como licantropia e varia de país para país. Aqui, por exemplo, acredita-se que o lobisomem é o sétimo filho depois de uma linhagem somente de filhas. Para entender mais do assunto, veja uma lista com livros, jogos e filmes que tratam de homens-lobo:

1-"O livro dos Lobisomens": Escrito por Sabine Baring-Gould, em 1865, é o livro mais citado sobre licantropia. Traz relatos de ataques e lista comportamentos de lobisomens. Apesar da aparência científica, é recheado de crendices e casos sem provas de que realmente existiram.

2-"Lobisomem: o Apocalipse": Jogo de RPG que fez sucesso na década de 1990. Os lobisomens são se autodenominam "garous" e são divididos em tribos. Algumas dessas tribos adotam um modo de vida igual ao dos índios (como a família a Black em "Crepúsculo"). Na história, os piores inimigos dos garous são os vampiros.

3-"Harry Potter": Os livros de JK Rowling sobre o bruxo inglês dão pouca atenção aos vampiros, mas muita aos lobisomens. O personagem Professor Lupin desempenha papel importante no episódio "Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban". Na história, Lupin consegue controlar sua conversão em lobo por meio de uma poção mágica que deve ser tomada antes da lua cheia.

4-"Wolf"(Lobo): Fazer personagens assustadores é uma especialidade do ator Jack Nicholson. Neste filme de 1994 a estrela de Hollywood atua com Michelle Pfeiffer. A trama se desenvolve a partir do momento em que Nicholson utiliza sua força de lobisomem para se vingar do homem que roubou seu emprego como editor de revistas.

5-" Teen Wolf (O Garoto do Futuro)": Filme com o ator Michael J. Fox (o mesmo de "De volta para o Futuro") em que ele se revela lobisomem para os amigos do colégio e vira uma personalidade, vendendo camisetas com sua foto e se tornando o principal jogador de basquete da equipe da escola, além de atrair a curiosidade das mulheres.

Matemática prova que vampiros não existem


Para decepção dos fãs de "Crepúsculo", vampiros não existem e nunca poderiam ter existido. Segundo o professor Costas Efthimiou, da Universidade Central da Flórida, caso essa hipótese fosse real, todos os humanos já teriam se transformados em seres das trevas.

A conta que Efthimiou realizou foi a seguinte: em janeiro de 1600 a população mundial era de um pouco mais de 536 milhões de habitantes, se um vampiro surgisse no primeiro mês e sugasse o sangue de uma pessoa por mês, então em fevereiro seriam dois, em março seriam quatro e assim por diante. Ao final de dois anos e meio, toda a população já teria se tornado vampira.

A conta não leva em consideração o processo de mortalidade, que faria diminuir a porcentagem de adultos na época de reprodução. Ainda que a população crescesse aceleradamente os vampiros sairiam vitoriosos no final, pois é impossível dobrar a população do mundo de um mês para outro.

Conclusão: como ainda existe humanos no mundo, inclusive você que está lendo este texto, vampiros não existem. Ou seja, nos livros o vampiro Edward Cullen pode até ser bom na escola, mas deve ter faltado nas aulas de álgebra.

Fonte:Veja

Empresa japonesa cria sangue sintético para vampiros

Tradução:Todos os sabores não morda

Ok, não é bem isso. A comentada série literária teen Crepúsculo (Twilight), de Stephenie Meyer, vai ganhar versão cinematográfica em dezembro; a HQ da Buffy - A Caça Vampiros continua bombando lá fora; e agora é a HBO que vai entrar na onda vampiresca, com a estréia da série True Blood em setembro. Também baseada numa série de livros (Southern Vampire Mysteries, de Charlaine Harris), True Blood é criação de Alan Ball, roteirista de A Sete Palmos / Six Feet Under e do filme Beleza Americana. A premissa é a seguinte: numa cidadezinha da Louisiana, no sul dos EUA, uma garçonete telepata chamada Sookie (Anna Paquin) salva um vampiro das garras de um casal que queria roubar e vender seu sangue - e acaba se apaixonando por ele.

E a campanha viral da série já começou. A história na TV parte da criação de uma bebida sintética japonesa que reproduz as propriedades do sangue humano, o que faz com que os vampiros parem de caçar humanos e assumam publicamente sua existência. Então era questão de tempo até aparecer o
site oficial do sangue falso (chamado de TruBlood), anúncios misteriosos em jornais e revistas dos EUA, vídeos no MySpace e até um blog criado para documentar a co-existência de humanos e vampiros, tudo isso parte da divulgação criada pela HBO.

A premissa é incrível, a expectativa para a série é alta (o canal precisa urgentemente de um novo hit) e a campanha é genial. Só tem um problema. Uma versão quase pronta do primeiro episódio vazou na web... e é um horror de tão ruim. Não fui só eu que achei, a recepção internet afora não não está nada boa. Uma tristeza sem fim. E agora? O que fazer quando tudo em volta de uma nova série funciona, menos o programa em si?

Fonte: site da revista superinteressante

sábado, 13 de dezembro de 2008

15 de janeiro chega Eclipse no Brasil



A editora intrínseca confirmou para o dia 15 de Janeiro de 2009
o lançamento do terceiro livro da série: Eclipse, aqui no Brasil.

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Os caras de Twilight.''Eu quero uma boa garota, que possa ser um pouco má.''




Pedestre Petrificado
"Eu tenho realmente medo de ser atropelado por carros, tipo aterrorizado. Eu tenho terror de atravessar ruas. Eu também sou muito propenso a acidentes... Eu acho que as pessoas miram em mim". -Robert Pattinson.
Todo crescido
"Eu fui para fazer meu porimeiro filme quando eu tinha 17. Eu estava na África do Sul por três meses e meio, e eu estava sozinho". -Robert Pattinson.

Víciado em Junk-Food
"Eu estava acabando de tirar meu lixo e eu tinha, tipo, 300 latas de Coca Light. Eu fiquei tipo, 'Como isso aconteceu?' Eu nem me lembro de comprar elas. Eu também gosto de Cinnamon Toast Crunch. Meus vícios são basicamente as únicas coisas que eu consumo." -Robert Pattinson.

Aperfeiçoando o papel
"Eu passei muito tempo tentando imaginar como interpretar [o papel de Edward] sem fazer de mim um completo idiota. O livro inteiro é escrito sob a perspectiva de Bella e ela está apaixonada por ele. Eu digo, o cara pode ser qualquer um - ele poderia ser um alien - e você deixa passar tudo quando está apaixonado por alguém". -Robert Pattinson.

Atenção!
"Se eu vou e tento assistir um filme sozinho eu vou ficar completamente paralisado o tempo todo, concentrando cem por cento. Mas se eu estou com outra pessoa num encontro ou algo, em dois minutos eu vou ficar tipo 'Isso é besteira, isso é besteira. Nós deveríamos sair e fazer outra coisa'. Eu realmente não sei por quê." -Robert Pattinson.

Diga de novo, Rob
"Eu tenho uma terrível memória - eu acabo me repetindo muitas vezes. A única coisa que eu consigo me lembrar é que eu vou me repetir". -Robert Pattinson.
Cara tímido
"Parece careta, mas eu estava realmente me concentrando nesse trabalho. Era a minha primeira coisa americana então eu estava bem focado. Eu fui a Portland por dois meses antes de começar as filmagens, e eu simplesmente não falei com ninguém por séculos durante o começo das filmagens. Eu nunca saí, mas eu meio que desisti no meio do caminho. Eu estava tipo, "Okay, as pessoas estão começando a achar que eu estou realmente maluco agora". -Robert Pattinson.

Identidade roubada
"Eu fico longe de Facebook e MySpace. Qualquer hora que eu saio com um amigo, eles ficam tipo 'Eu não sabia que você tinha um MySpace'. Eu não tenho MySpace. Há na verdade três MySpaces de Jackson Rathbone. Eu não sei quem são essas pessoas mas elas não são eu!" -Jackson Rathbone.

R-E-S-P-E-I-T-O!
"Eu tive meu bumbum chutado algumas vezes pelas minhas irmãs. Mas eu cresci tão ao sul que meu pai dizia, 'Você aguente como um homem.' E eu ficava tipo, "Oh, o quê? Eu tenho 5 anos!' Mas era interessante. Meu pai sempre me ensinou a tratar as minhas namoradas da forma como eu queria que as minhas irmãs fossem tratadas por seus namorados. Eles sempre me ensinaram um grande nível de respeito que não é comum hoje em dia." -Jackson Rathbone.

Irmão protetor
"Quando se trata dos namorados das minhas irmãs, eu sou ou legal com eles ou as minhas irmãs sabem que eu os odeio. Eu sou bem direto com eles e vou direto ao ponto. No ensino médio, havia uns dois garotos que as minhas irmãs tinham e cara, eu deixei eles sabendo que não gostava deles. Eu era bem direto mas meu pai sempre fazia direito. Quando as minhas irmãs os traziam para casa pela primeira vez, ele me ensinava como limpar as armas." -Jackson Rathbone.

Garoto do campo
"Eu sinto tanta falta do Texas. Essa é a parte difícil de ficar aqui em L.A., tentar correr atrás da atuação e música e iluminação e produção e tal. Toma muito tempo da sua vida pessoal, e eu só posso voltar para o Texas três vezes por ano no máximo. É difícil." -Jackson Rathbone.

Homem do tempo
"Nós tínhamos muito problemas com o clima no set de Twilight. Um dia nós realmente precisávamos das nuvens para cobrir o sol, então nós começamos a fazer uma dança da nuvem, iniciada pela nossa diretora. Nós começamos a dançar por aí e os extras realmente entraram nessa. O set inteiro estava dançando. E alguns minutos depois as nuvens vieram, então deve ter funcionado." -Jackson Rathbone.

Pode apostar!
"Eu aposto em tudo. Tudo. É apenas tipo, 'Eu aposto que eu consigo jogar minha cadeira mais longe.' Pra tudo, eu digo 'Eu aposto com você'. Eu amo ganhar." -Kellan Lutz.

Pesquisando papéis
"Para ser completamente honesto, eu não sabia que Twilight era um livro. Eu agradeço a Deus por Ashley Greene [que interpreta Alice Cullen]. Ela foi tipo, 'Você leu os livros?' E eu tipo... 'Que livros?' Mas eles eram leituras fáceis então tava tudo bem. Emmet é um cara tão tranquilo, então foi incrível interpretar ele." -Kellan Lutz.

Conversa de garota
"Muitas garotas de L.A. apenas ficam nas esquinas se perguntando 'Quem vai falar comigo? Quem eu vou recusar?' Já as garotas do Arizona, é simplesmente tão diferente. Elas são tipo 'Você tem covinhas muito fofas. Você sabia disso?' 'Você rem olhos muito bonitos'. 'Qual é seu nome? Kellan? Legal, isso é bem único.' " -Kellan Lutz.

Mensagens piegas
"Todos nós temos nossos gostos e tipos... [Mas] para mim dizer 'Você é linda', eu só consigo dizer isso para a minha namorada. A palavra 'linda' tem um calibre tão diferente do que qualquer outra palavra por aí, como 'sexy', 'gostosa', 'fofa'." -Kellan Lutz

Pegue-o!
"Uma coisa realmente broxante para os caras é qualquer garota que está muito afim deles. Tipo, você está sendo legal além da conta. Caras, assim como as garotas, gostam da sensação de maldade... Eu quero uma boa garota, que possa ser um pouco má." -Kellan Lutz.

Respeite a si próprio
"Muitas garotas pensam que têm falhas que realmente não são falhas. Eu nunca consegui uma garota que era completamente segura sobre tudo." -Kellan Lutz.

Twilight team

Robert está na lista das novas estrelas que vieram pra ficar do “LA Times”


É o sotaque britânico? Sua suposta negligência de higiene pessoal? Poderia ser sua total falta de como lidar com a nova fama? Ou é simplesmente o cara sortudo que foi escalado como o sexy vampiro jovem Edward em Twilight? (Resposta: Todas as opções.) E Pattinson (22) não vai desaparecer de volta aos seus tempos de anônimo. Ele e a co-estrela de “Twilight”, Kristen Stewart, começam a filmar, em março, a seqüência “New Moon.”

Leah Clearwater= Vanessa Hudgens X Brenda Song


Vários sites da internet avançaram com rumores de que as atrizes
Vanessa Hudgens (High School M.) e Brenda Song (Zack e Cody)
são possiveis escolhas como Leah Clearwater, a menina lobisomem dos Quileute, para a sequência Lua Nova.
Lembrem-se são apenas rumores, e boatos sobre quem poderia fazer este papel.

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Curiosidades do elenco de Twilight


Robert Pattinson- Sabe tocar piano e guitarra muito bem;- Está em uma banda de rock -sem novo definido- com sua irmã, e já fez vários shows em Londres;- Foi expulso da escola com 12 anos;- Sua comida favorita é qualquer tipo de fast food.


Ashley Greene- Tem um irmão chamado Joe, que mora em Jacksonville, junto com seus pais, Joe e Michelle;- Se formou no colegial cedo e mudou-se imediatamente para Hollywood com 17 anos;- Um de seus filmes favoritos é Bonequinha de Luxo;- Em seu tempo livre, gosta de ler e surfar



Jackson RathboneJackson Rathbone é daltônicoTem uma banda chamada 100 Monkeys, e o primeiro álbum se chama Monster DeluxeMyspace: myspace.com/these100monkeysMorre de medo de aranhas



Justin ChonCresceu surfando, fazendo snowboard e adora andar de skate.Toca guitarra, violino, um pouco de piano e canta.Possui facebook e myspace



Michael WelchMike chegou a fazer a audição para Edward, mas está feliz com seu papel como Mike NewtonTambém fez audição para o papel de Eric YorkeToca bateriaMyspace: www.myspace.com/officialmichaelwelch



Christian Serratos Fez audição para o papel de Jéssica antes de conseguir o papel de Angela WebberSeu livro preferido da série é EclipseNão sabe assobiarApelido: KishMyspace: www.myspace.com/christianserratosmusic



Cam Gigandet Tentou o papel de Emmett, mas sempre quis o papel de James, para qual tinha audicionado primeiro.


Peter Facinelli Conseguiu seu papel em "Mal Posso Esperar" fazendo flexões durante a audição. Não era a primeira escolha para o papel de Carlisle


Kellan Lutz Havia perdido o teste para Emmett por estar gravando Generation Kill, mas os testes foram reabertos e assim ele pode audicionar.

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Hilary duff tem uma quedinha pelo Robert!!!!


A febre Crepúsculo está contaminando todo mundo, e Hilary Duff não é uma exceção. A atriz admitiu, publicamente, que tem uma queda pelo astro do filme, Robert Pattinson. Revelando sua atração pelo ator britânico, Duff disse ao Hollywood Reporter que tem brincado com seu namorado, o jogador de hóquei Mike Cromrie, que está à procura de um namorado vampiro para chamar de seu. “Já disse ao Mike que quero um vampiro só para mim. Robert é lindo”! Depois dessa, Mike aprende a dar uma mordida vampiresca na namorada, ou perde-a... Fonte:OFuxico

Pois é Hilary vc não é a única!!!!!

Barack Obama lê Crepúsculo junto com as filhas


De acordo com a revista americana US Weekly, Stephenie Meyer, autora da saga Crepúsculo, tem alguns fãs muito importantes. Trata-se da família do presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama.

Segundo a publicação, Obama costuma ler junto com suas filhas as sagas infanto-juvenis que atraem milhares de leitores, no mundo inteiro.

Foi assim com os sete livros de Harry Potter, escritos por J.K. Rowling.

Atualmente, as filhas do presidente (e também ele) estão lendo os livros de Meyer, que começaram com Crepúsculo e já estão no quarto episódio, Breaking Dawn, ainda inédito no Brasil.

O primeiro filme da série estréia esta semana nos EUA e dia 19 de dezembro por aqui, tendo como atores principais Robert Pattinson (Harry Potter) e Kristen Stewart (O Quarto do Pânico).


Fonte:OFuxico

Twilight já conseguiu $70,5 milhões


No final do seu primeiro final de semana em exibição, Twilight já conseguiu $70,5 milhões nos cinemas, superando a marca esperada de $50 milhões. Além do grande lucro o filme passou a frente de grandes produções que também estão em exibição nos cinemas, como por exemplo o novo filme de James Bond. Segue abaixo a lista das maiores bilheterias desse final de semana:

1 - Twilight ($70.5M)
2 - Quantum of Solace ($27.4M)
3 - Bolt ($27.0M)
4 - Madagascar: Escape 2 Africa ($16.0M)
5 - Role Models ($7.2M)
6 - Changeling ($2.6M)
7 - High School Musical 3: Senior Year ($2.0M)
8 - Zack and Miri Make a Porno ($1.7M)
9 - The Boy in the Striped Pajamas ($1.6M)
10 - The Secret Life of Bees ($1.2M)

Créditos: Fandango

domingo, 23 de novembro de 2008

"Para nosso desespero e imensa alegria dos fãs americanos de Twilight estréia hoje o primeiro filme da saga mais esperada do ano nos cinemas dos EUA.


Para nosso desespero e imensa alegria dos fãs americanos de Twilight (Crepúsculo no Brasil) estréia hoje o primeiro filme da saga mais esperado do ano nos cinemas dos Estados Unidos.


Os ingressos para as 2 mil sessões do filme já se esgotaram para hoje
(desde ontem). Talvez aqui no Brasil não seja todo este desespero, pois tenho
certeza que muita gente não irá agüentar esperar o lançamento e irá assistir
muito antes disso pela net (espero conseguir agüentar firme até dezembro).
O
Seth (irmão de Stephenie que por sua vez administra seu site) atualizou ontem o
site de Stephenie, com sua opinião sobre o filme.
Embora eu não seja um
crítico de filmes, me sinto na necessidade de dizer a todos o que achei do
filme. A primeira pergunta que todos parecem fazer é “ele é tão bom quanto o
livro?” a resposta é “não”. Mas, eu não acho que algum filme adaptado de livro
seja tão bom quanto o livro. Acho que seria impossível representar a experiência
que é ler Twilight em duas horas. Os fãs gostarão do filme? Absolutamente. Os
chamados ‘Twi-hards’ irão gritar, rir, enlouquecer e desmaiar (não
necessariamente nessa ordem)? Definitivamente - e a ordem escolhida será
repetida várias vezes. Talvez a melhor pergunta, especialmente para aqueles que
estão com medo de levar seu namorado/marido, seja se as pessoas que não leram o
livro gostarão do filme? Eu respondo: “sim”.


Bom, se Seth diz que nossos namorados, maridos ou afins gostarão do filme, de fato isso tranqüilizará muita gente. Meu namorado, por exemplo, não agüenta mais ouvir sobre a saga. Estou torcendo para que ele goste do filme, pois sabem como é… ainda tem mais três pela frente.

sábado, 22 de novembro de 2008

A estrela de Twilight, Robert Pattinson tem um pedido para as fãs: “Joguem-se em cima de mim!”


A estrela de Twilight, Robert Pattinson tem um pedido para as fãs: “Joguem-se em cima de mim!”

O que ele mais gosta em ser Edward Cullen? ‘Você nunca fica com o cabelo fora do lugar.’

BEVERLLY HILLS, Califórnia- Se você é como nós, você deve estar achando difícil de acreditar que depois de todos esses meses, falando sobre isso, se divertindo com isso e contando os dias pra isso, “Twilight” está finalmente aqui.

Vamos pensar nisso, você também pode achar difícil acreditar que Robert Pattinson quer ser seu presidente. Ou que ele não beija uma garota há anos. Ou que ele secretamente quer “fazer” da Jessica uma líder de torcida.

Para comemorar a chegada de Stephenie Meyer nos cinemas, nós apresentamos a nossa entrevista mais reveladora com um dos homens mais sexy da atualidade. Para alguns, ele é RPattz. Par outros ele é Spunk Ransom. Mas para os verdadeiros Twilighters, ele sempre será o mais charmoso auto-depreciativo talentoso vampiro que nós gostariamos de ver nas telonas.

MTV: Você fez um grande sucesso com a multidão nas filmagens do MTV Spoilers. Quando você disse para a platéia “Calem a boca” e eles adoraram.

Rob: [risos] Boa!

MTV: Depois de todo esse tempo, “Twilight” está finalmente chegando aos cinemas. Sabemos que você esteve trabalhando nisso todo o ano. Então como isso tem mudado sua vida, profissional e pessoal, ao longo dos últimos 12 meses?

Rob: Eu tenho estado muito ocupado em relação ao ano passado. [Quando] Eu não estava ocupado todo o tempo. É muito estranho estar constantemente trabalhando, fazendo várias coisas, e isso é basicamente como minha vida mudou. Profissionalmente, eu acho. Eu estou comercialmente mais viável, então as pessoas querem ter reuniões com você não querendo estar lá tendo reuniões com você. Esse um tipo de diferença.

MTV: Quais são as suas cinco principais razões do porquê é bom ser Edward Cullen?

Rob: Bem, você pode beijar Kristen Stewart. Você pode dirigir um Volvo. Você pode se segurar de matar as pessoas, o que é sempre bom. Cinco razões? Você tem um ótimo casaco de lã, e você nunca fica com o cabelo fora do lugar.

MTV: Bem colocado! No filme nós vamos ouvir um pouco de sua música, e os Twilighters sabem o quanto você ama música na vida real. Vamos ter um bom albúm de Robert Pattinson?

Rob: Eu acho que se eu fizesse, eu faria com um nome menor que esse e não o promoveria.

MTV: Spunk Ransom, talvez?

Rob: [Risos] Talvez eu pudesse fazer com “Edward Cullen”, e veriamos o que aconteceria.

MTV: Eu acho que eles entenderiam.

Rob: Isso seria bastante óbvio. [Risos]. Mas, Uh, talvez? Eu não gosto de olhar como se eu estivesse pagando essa coisa, então eu provavelmete não faria por um tempo. Mas eu não estou realmente interessado em ter uma carreira musical. Eu não me importo se as pessoas compram minhas coisas ou não.

MTV: Quando nos mostrou a grande cena do beijo na filmagem do MTV Spoilers, houve um audível alvoroço da audiência. Nós queriamos perguntar: Como é que as mulheres agem na vida real, quando você tenta beijá-las?

Rob: Hum, eu não consigo me lembrar. [risos]. Eu não beijo ninguém há anos. Eu não me lembro. Eu nem me lembro de como a Kristen reagiu a essa coisa. Ela só foi do tipo, como, sem reação, certo? Ela só, “Porque está sendo tão lento?” Então, eu não sei. Normalmente? Eu não tenho idéia.

MTV: Bom, uma vez que Twilight estréie, você pode se deparar com algumas voluntárias para te ajudar a superar o problema de Eu-não-beijo-ninguém-há-anos.

Rob: Sim. É engraçado. Você pensaria que ao fazer esse filme - e eu devo supostamente ser um cara atraente ou algo assim - iria abrir os portões para várias garotas de 15 anos entrarem [risos]. Mas tem o efeito contrário, porque todo mundo está sempre, “Oh, todo mundo deve estar se jogando em cima de você!” e é tipo, “Não! Joguem-se em cima de mim!”

MTV: Então da próxima vez que você estiver em público, você quer que as garotas se joguem em você?

Rob: Sim!

MTV: Uau, você só abriu para você mesmo um mundo de dor, amigo. Agora, nós temos algumas perguntas de fãs aqui, se eu puder afetar você com alguma dessas: Imagine que você está preso em uma ilha deserta. Quais seriam as três coisas que você levaria- e seria uma garota um desses itens?

Rob: Sim, eu acho que uma garota seria uma coisa lógica para se levar. [Risos]. Isso é um deles. Eu levaria um violão - isso soa tão extravagante. Não, se eu tivesse uma garota, eu não precisaria de um violão. Então, talvez eu levaria um pouco de papel e caneta e um telefone via satélite.

MTV: Muito útil!

Rob: Sim, eu só [chamaria alguém] pra sair.

MTV: Outra fã contribuiu com uma pergunta à MTV Movies Blog, dizendo que ela leu uma entrevista onde alguém perguntou se você pudesse ser outra pessoas quem você gostaria de ser. E você disse que gostaria de ser o presidente Bush.

Rob: O quê?

MTV: Alguma vez você disse que gostaria de ser presidente? Pretenderia se candidatar para presidente algum dia?

Rob: Gostaria de ser presidente! Sim, definitivamente. Eu queria o Schwarzenegger para mudar o [requerimento de nascimento na américa] para o interior.

MTV: O que você faria como nosso presidente?

Rob: Nada. [Risos]. Eu só sairia dizendo, “Beije meu traseiro!”

MTV: E existe alguma lei que você gostaria de mudar?

Rob: Não, na realidade não. Eu só faria coisas realmente estúpidas. Eu seria só como, “Todos tem que me chamar de ’senhor’”. Na verdade, não, eles me chamariam de Senhor Presidente, certo? Eu só gostaria que todos me chamassem de Sr. Presidente. E eu diria algo como, “Hey, eu sou líder do mundo livre. O que você faz, perdedor?”

MTV: OK, vamos todos começar a te chamar de Sr. Presidente agora. Existem várias cenas românticas no filme, onde você e a Kristen estão em cima da cama, em cima da árvore, no laboratório de biologia, coisas assim. Quais são, na sua opinião, o momento mais romântico de Bella e Edward?

Rob: Hummm… Provavelmente a cena do hospital, quando ela estava no hospital depois da grande luta. Gosto dessa cena. Eu acho que é muito honesta.

MTV: Então, para você, a essência do romance é a honestidade entre as pessoas?

Rob: Sim, definitivamente. [Especialmente], nessa cena, por que ele está dizendo, “Você tem que ir embora. Você tem que ir embora!” Basta ver como, às vezes, você não está mais no controle de si mesmo [quando estiver amando]. Há algo mais. Suas emoções transcendem a realidade de suas vidas, e acho que essa cena mostra isso.

MTV: Se você acordasse amanhã e descobrisse que é um estudante do colégio de Forks, com qual personagem de “Twilight” você gostaria de namorar?

Rob: Eu provavelmente namoraria Bella. Bella é a garota mais legal, sabe? Bem, depende se seria na versão do filme ou do livro. Na versão do livro- eu gostaria de fazer da- qual é mesmo o nome dela?- Jessica, uma líder de torcida.

MTV: Eu amei como você disse que você gostaria da “fazer” dela uma líder de torcida.

Rob: [Risos]. Precisaria fazê-la, sim. Levar ela? Ela iria.

MTV: Ok, mas uma pergunta de fãs: O que você tem nos seus bolsos agora?

Rob: [procurando nos bolsos]. Um telefone e uma carteira. Muito desinteressante. Ah, eu tenho um óculos de sol.

MTV: Você já leu os outros livros da saga?

Rob: Eu li os três primeiros. Eu ainda não li o último.

MTV: Existe alguma cena em “Eclipse” ou “Lua Nova” em que você esteja particularmente ansioso para filmar, se fizerem as sequências?

Rob: Sim, estou ansioso para filmar o ressurgimento do segundo livro, no final do segundo livro, quando ele está se matando. Eu acho que seria espetacular ver isso. E o segundo livro é o meu favorito, por isso estou muito ansioso para filmá-lo.

Matéria: Larry Carroll

Tradução: Jess Penido

sábado, 15 de novembro de 2008

Que personagem de "Crepúsculo" você é?




Teste da Capricho
Que personagem vc seria
Jacob,Edward ou Bella?

http://capricho.abril.com.br/testes/quem-e-voce-em-crepusculo-401722.shtml
Postem os seus nos comentários

Summit Entertainment adquire direito nos outros 3 livro da série


Com a Summit Entertainment se preparando para o lançamento da sua grande aposta “Twilight”, o estudio esta movendo os prováveis futuros capítulos da saga para o topo da pilha de projetos.

A companhia adquiriu os direitos para os três próximos livros da mega série de Stephenie Meyer e contratou a roteirista de Twilight, Melissa Rosenberg para criar os scripts baseados em Lua Nova e Eclipse, o segundo e terceiro livros, respectivamente.

O quarto livro, Breaking Dawn, não tem ainda um roteirista contratado.

“Twilight” que trata sobre o relacionamento de uma adolescente comum, Bella, e um vampiro, Edward, em uma chuvosa cidade do noroeste, tem gerado um intenso burburinho antes da sua estréia em 21/12 [nos EUA]

A Summit que está ansiosa pela franquia que tem recebido boas críticas no processo de divulgação, espera que o público alvo de adolescêntes e jovens adultos tenham um reforço de cinéfilos mais velhos.

Em Lua Nova, Edward deixa Bella, fazendo com que ela entre em depressão e crie amizade com outro vampiro. No terceiro livro, Eclipse, o triangulo amoroso se desenvolve, enquanto impérios do mal perseguem Bella.

Breaking Dawn impulsiona a trama com um casamento entre Bella e Edward.

Rosenberg, agenciada pela UTA e 3 Arts Entertainment, que também escreveu “Step UP” e é co-roteirista e co-produtora executiva da série Dexter, disse que ela é metódica na escrita dos scripts, escolhendo não ler as sequências de Twilight para se manter verdadeira em relação a evolução dos caracteres.

Fonte:Foforks

domingo, 2 de novembro de 2008

''você tem algum tipo de mágica hipnótica .Você está me deixando sem ar''



I Caught Myself - Paramore

Down to you you're pushing and pulling me down to you
But I do not know what I
Now when I caught myself
I had to stop myself
From saying something
That I should've never thought
Now when I caught myself
I had to stop myself
From saying something
That I should've never thought of you, of you

You're pushing and pulling me down to you
But I don't know what I want
No, I don't know what I want
You got it you got it
Some kind of magic
Hypnotic hypnotic
You're leaving me breathless
Say "hate this" say "hate this"
You're not the one I believe in
Well, God is my witness

Now when I caught myself
I had to stop myself
From saying something
That I should've never thought
Now when I caught myself
I had to stop myself
From saying something
That I should've never thought of you, of you
You're pushing and pulling me down to you
But I don't know what I want
No, I don't know what I want

Don't know what I want
But I know that it's not you
Keep pushing and pulling me down
But I know in my heart that is not you

Now when I caught myself
I had to stop myself
From saying something
That I should've never thought
Now when I caught myself
I had to stop myself
From saying something
That I should've never thought of you
I knew, I know in my heart it's not you
I know, but now I know what I want
I want I want
Oh no, I've should have never thought


TRADUÇÃO

Aos seus pés, você está me empurrando e me arrastando aos seus pés
Mas eu não sei o que eu
Agora quando me dei conta
Eu tive que parar a mim mesma
De dizer alguma coisa
Que eu nunca deveria ter pensado
Agora quando me dei conta
Eu tive que parar a mim mesma
De dizer alguma coisa
Que eu nunca deveria ter pensado de você, de você

Você está me empurrando e me arrastando aos seus pés
Mas eu não sei o que eu quero
Não, eu não sei o que eu quero
Você tem, você tem
Algum tipo de mágica
Hipnótica, hipnótica
Você está me deixando sem ar
Diga "odeie isso", diga "odeie isso"
Você não é aquele em que eu acredito
Bem, Deus é minha testemunha

Agora quando me dei conta
Eu tive que parar a mim mesma
De dizer alguma coisa
Que eu nunca deveria ter pensado
Agora quando me dei conta
Eu tive que parar a mim mesma
De dizer alguma coisa
Que eu nunca deveria ter pensado de você, de você
Você está me empurrando e me arrastando aos seus pés
Mas eu não sei o que eu quero
Não, eu não sei o que eu quero

Não sei o que eu quero
Mas eu sei que não é você
Continue me empurrando e me arrastando pra baixo
Mas no meu coração eu sei que não é você

Agora quando me dei conta
Eu tive que parar a mim mesma
De dizer alguma coisa
Que eu nunca deveria ter pensado
Agora quando me dei conta
Eu tive que parar a mim mesma
De dizer alguma coisa
Que eu nunca deveria ter pensado de você
Eu sabia, eu sei que no meu coração não é você
Eu sei, mas eu não sei o que eu quero
Eu quero, eu quero
Oh não, eu nunca deveria ter pensado.

Download
http://www.4shared.com/file/69275666/718f3d09/I_caught_myself.html
http://www.mediafire.com/?jqgqtxjgyvt/

sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Veja novo cartaz do filme "Crepúsculo"


Veja novo cartaz do filme "Crepúsculo"
Longa baseado nos best-sellers sobre vampiros estréia nos cinemas em dezembro
Da Redação
As histórias de romance, ação e muitos vampiros de “Crepúsculo” chegam aos cinemas brasileiros dia 19 dezembro (a data anterior era 25). Para acalmar a curiosidade dos fãs, o estúdio Summit Entertainment acaba de divulgar um novo cartaz do longa. O orçamento da adaptação do livro de Stephenie Meyer foi de 37 milhões de dólares. Estão no elenco os atores Robert Pattinson (o Cedrico de “Harry Potter e o Cálice de Fogo”) e Kristen Stewart (a garotinha de “O Quarto do Pânico”), que viverão o casal Edward Cullen e Bella Swan nas telonas. O amor entre uma garota e um vampiro é o mote central da história. Para o papel de Edward, mais de 5 mil atores fizeram testes inclusive o preferido da autora: Henry Cavill, ator da série “Os Tudors”. A direção é de Catherine Hardwicke, que produziu o filme “Vanilla Sky”, com o ator Tom Cruise.O estúdio ainda lançará mais um trailer oficial do filme, que nos EUA começará a ser exibido um mês antes. Os livros já foram adaptados para 37 países e as três primeiras obras, “Crepúsculo”, “Lua Nova” e “Eclipse”, já venderam quase 9 milhões de cópias somente nos EUA. No Brasil, o segundo episódio da saga chegou às livrarias no último dia 27.

Arquivo do blog